O mundo nada perfeito de Melanie Martinez

“Todos pensam que nós somos perfeitos
Por favor, não deixe que olhem através das cortinas”

1658326_820624797962953_1446798192_o

Você já ouviu falar da Melanie Martinez? A garota de dezoito anos com jeito mimoso que anda encantando o mundo da música com seu delicado e charmoso senso estético? Se a resposta for não, neste post você irá adentrar no mundo etéreo desta nova-iorquina.

Cada artista, além de se preocupar com seu material de trabalho, precisa pensar em uma identidade, em algo que o apresente visualmente. E a de Melanie, está representada pelo estilo boneca, facilmente identificado pela utilização de vestidos românticos, meias rendadas e grandes laços na cabeça. De fato, a arte está muito presente na vida de Melanie, pois ela é estudante de fotografia e realiza trabalhos muito bonitos, carregados de mistério (confira aqui).

335498_245854928794147_1734716043_o

melaine-dresses

melanine

O romantismo também está presente em sua música. Apostando na atmosfera das baladas de artistas como Lana del Rey e Lorde (e também no sucesso de ambas), Melanie apresenta uma sonoridade que agrada pela sutileza, apesar do conteúdo sério das letras.

Melanie-Martinez-2

melaniemartineznbcuniversalvoiceseasonrcqytqx6b3ul

melanie-martinez-voice

No seu primeiro single, lançado de forma independente sob o título “Dollhouse”, neste mês, junto de um vídeo promocional (confira o vídeo aqui) que foi idealizado por Melanie e dirigido por Nathan Scialom e Tom McNamara, Melanie critica a futilidade presente no mundo de aparências de uma típica família americana. A música fala de viver neste mundo falso, em que o pai trai sua esposa e o filho fuma erva enquanto todos devem posar alegres e sorridentes para fotos, numa ilusão de perfeição. A fotografia do vídeo tem um “quê” inspirado na visão familiar de Jonas Åkerlund e do Tim Burton.

Ela ficou conhecida por ter participado da terceira temporada do programa The Voice americano, ficando no time do cantor Adam Levine. Analisando o setlist que apresentou, percebemos seu gosto pelo pop, electro-pop, pop rock, soul, folk e indie rock. As canções apresentadas foram “Toxic” da Britney Spears, “Lights” da Elle Goulding, “Bulletproof” da banda La Roux, “Hit the Road Jack” do Ray Charles, “Cough Syrup” da banda Young the Giant, “Seven Nation Army” do White Stripes, “Too Close” do Alex Claire, “The Show” da cantora Lenka e “Crazy” do Gnarls Barkley.

Confesso que a música “Toxic” da Britney Spears ficou bem interessante na roupagem folk-acústica apresentada pela Melanie, em um tom meio melancólico, meio sexy, casando muito bem com a letra. Ficou bem diferente da versão original, que contém elementos do electro-pop e música bhangra.

Ao ser questionada sobre a declaração de Adam Levine, na qual dizia que seu senso de moda está influenciando outras garotas, Melanie se mostrou comedida ao afirmar que sabe como é ser inspirada por alguém. “Eu respeito muitos artistas por fazerem as coisas que eles amam e sinto que todos precisam ser únicos”, diz.

Vamos esperar para ver os futuros trabalhos de Melanie, essa garota tem futuro!

Facebook da cantora

Se você gostou e está curioso para ouvir, seu single já está disponível no iTunes, no link abaixo:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: